Urgências: Mordidas de Cães e Gatos nas Mãos

As mordidas ou mordeduras de animais nas mãos e dedos tem se tornado cada vez mais frequentes, devido ao aumento expressivo da população de animais domésticos (pets) em nossos lares.

Na maioria dos casos, as ocorrências são triviais, pois as mordidas são superficiais e não atingem nenhuma estrutura mais profunda. Nesses casos, a ferida deve ser limpa com água e sabão em abundância.

Nas feridas mais profundas e extensas, há um risco aumentado de infecção, além de lesão de tendões e nervos. A vítima deve dirigir-se a um pronto-socorro para limpeza da ferida com soro fisiológico e anti-sépticos. É fundamental obter informações a cerca da vacinação do animal, seja cão ou gato. Em caso de dúvida, é melhor manter o animal sob vigilância e contatar o centro de controle de zoonoses para descartar infecção pela raiva. Outro aspecto fundamental é não suturar (dar pontos) hermeticamente a ferida, sob o risco de dificultar a drenagem de secreção. Optar por pontos de aproximação mais espaçados.

Todo ferimento mais extenso por mordida de animal deve ser avaliado por um especialista em mão. Quando há perda de movimento do dedo após a mordida, deve-se suspeitar de uma lesão tendínea. Se houver perda da capacidade de flexionar ou “dobrar”o dedo, o tendão flexor foi comprometido e o corte se localiza na face palmar do dedo.Se houver perda da capacidade de extender ou “esticar”o dedo, o tendão extensor foi comprometido e o corte se localiza na face dorsal do dedo.

Um outro aspecto de fundamental importância é a avaliação da sensibilidade do dedo. Diminuição ou perda da sensibilidade de uma parte do dedo ou da mão é indicativo de comprometimento um nervo. A maior parte das lesões de tendões e nervos tendem a ser lesões parciais, pois os dentes, apesar de pontiagudos, não são cortantes como vidro ou faca.

Os pacientes deverão ser tratados com antibióticos específicos para mordidas de animais e acompanhados de perto pelo especialista, pois o risco de infecção é considerável. Um dos esquemas antibióticos que podem ser empregados é o emprego de Clavulin 875/125 mg por via oral de 12/12 horas por 1 semana.

 AGENDE UMA CONSULTA

Voltar